sexta-feira, 1 de julho de 2011

O desconhecido



Naquele dia chuvoso, resolvi passar a hora do almoço na biblioteca, era costume fazer isso, pois ali me sentia em paz, segura e viajava nos livros e aquele dia o clima estava convidativo para fazer uma boa leitura.
Passei os olhos pelas estantes, escolhi um livro e sentei-me no lugar de sempre, uma mesa no canto da sala.
Estava ali, mergulhada em minha leitura, quando levantei o olhar e vi um homem do outro lado da sala. Olhava-me por cima do livro  que estava lendo, nossos olhares se encontraram e senti meu rosto queimar. Aquele olhar cor de folha, feiticeiro, encantou-me. Timidamente baixei os olhos e continuei a leitura, mas eu podia sentir o olhar dele e isso me queimava por dentro e com certeza as reações estavam refletidas em meu rosto. 
Voltei a encará-lo, parei o meu olhar no dele e então ele sorriu, formado aquelas covinhas na face. Irresistível. Mas o nervosismo não me deixou corresponder ao sorriso dele, baixei o olhar novamente e lentamente comecei a arrumar as coisas para sair.
 Tentando parecer tranqüila, peguei o livro e guardei-o na prateleira. Ao me virar, me deparei com ele atrás de mim.
E sem tirar meus olhos dos dele, consegui perguntar.
-Quem é você? Conhecemos-nos de algum lugar?
Ele levantou o livro que estava lendo, e me deu um beijo.
Apenas um selinho, mas foi como se tivesse ateado fogo em meu corpo. E com aquele sorriso lindo, me respondeu.
-Eu sou aquele que teve a coragem de roubar-te um beijo, e que passou a acreditar em amor a primeira vista neste exato momento.
Não pude resistir à tamanha “ousadia”, e soltei uma gargalhada. Algumas pessoas que estavam por perto nos olharam sem entender nada e rindo saímos dali rapidamente, mas nossas vidas não seriam mais as mesmas.
E a viagem que antes eu fazia nos livros de romance, agora era real e estava ali para ser vivida.


           

8 comentários:

Vivian disse...

Ah!Nina!!!Adorei!!!rsrsr
Como é que nunca encontrei um destes no meu tempo de andar enfurnada na biblioteca??!!rsrsrsr
Ah, mas sonhar...eu sonhei!!!rsrsr
O teu conto é praticamente um desejo realizado!!rsrsr
Beijos pra ti!!

Lindalva disse...

clap clap clap.... mergulhei na história. Amiga teu voto foi computado com sucesso no pena de ouro.. e falando em voto já votou hj na copa blog? kkkkkkkkkkkk hj tou que tou durante a semana amiga vou está igual ao zagalo VÃO TER QUE ME ATURAR kkkk até domingo só tenho 2 coisas na cabeça nauta pena de ouro e copa blog, não fica com raivinha deu não ok? beijos e boa noite

Irene Moreira disse...

Que coisa gostosa de se sentir!!! Tão bom um beijo roubado!! E amor a primeira vista eu acredito!!!

Parabéns!!!


Beijos

Poesias Partidas disse...

Oi Nina,
Eu sempre acreditei no amor, posto que vivo um com a mulher por quem me apaixonei aos 15 anos de idade. Se não acreditassemos, como seríamos poeta? Perfeito, lindo, maravilhosa a tua história. Parabéns querida poeta de textos belissímos. Fico muito feliz por estar aqui, vou voltar sempre, com certeza.

Abraços,

A.S. disse...

Nina,

Um simples olhar pode mudar toda uma vida!...

Beijos,
AL

Poesias Partidas disse...

Rsrs, muito bom... Já tive meus momentos em bibliotecas, histórias verdadeiras. Parabéns querida!
Saudades dos amigos blogueiros.

Abraços poéticos!

Amapola disse...

Bom dia,Nina.

Adorei!! Viajei na sua história...
Lembrei-me dos lindos contos que eu lia nas revistas da época da minha adolescência.
Amei...

Estou lhe segundo.
Maria Auxiliadora de Oliveira(Amapola)

Um grande abraço.

. pamela moreno santiago disse...

Corre lá no Projeto Atrás do Pensamento que tem novidade.
Beijos

Pamela, moderadora.

Estão na Chuva.